Crédito rotativo do cartão chegou ao fim

0
174

Com uma das taxas mais altas praticadas no mercado, o crédito rotativo do cartão chegou ao fim. A partir desta segunda (03) entrou em vigor as novas regras anunciadas em março pelo Banco Central. Com isso, os usuários só poderão pagar o valor mínimo da fatura uma vez e, em seguida, os bancos terão que oferecer novas opções para o pagamento.

Até agora, o consumidor que não paga a totalidade da fatura entra no crédito rotativo, que corrige o saldo devedor com juros altos, até conseguir zerar a dívida. Com a resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN), o crédito rotativo vai vigorar apenas até o vencimento da fatura seguinte.

A partir daí, o saldo devedor deverá ser parcelado em linha de crédito a ser oferecida pela instituição financeira, com juros mais baixos.Com a mudança, a expectativa é de juros menores e redução da inadimplência entre os clientes. Para o diretor-executivo de estudos e pesquisas da Associação Nacional de Executivos de Finanças (Anefac), José Miguel Ribeiro, a decisão de acabar com o crédito rotativo é um benefício para os usuários. “Hoje o consumidor entra no rotativo e fica rolando essa dívida dos 15% de juros do mínimo ao mês.

É uma dívida cara, que a pessoa não tem como pagar. Juros sobre juros”, explica. As taxas do rotativo são as maiores do mercado. De acordo com dados do Banco Central, em fevereiro o juros do rotativo recuou e chegou a 481,5% ao ano, após atingir o recorde de 486,8% ao ano.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here